No Twitter, morte de sequestrador e Bolsonaro ganham aprovação

Monitoramento feito em tempo real pelo Quaest

Apesar do incentivo à execução e da patacoada do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), que comemorou o desfecho do sequestro sobre a ponte Rio-Niterói, nesta terça (20), a morte do suspeito ganhou a aprovação de internautas. Como resultado, ainda refletiu “positivamente” na imagem do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

‘Foi um trabalho de excelência’, diz Witzel sobre ação de agentes

De acordo com monitoramento do Twitter em tempo real, realizado pelo instituto mineiro Quaest, a morte do sequestrador foi bem recebida pelos internautas. Teve como principal beneficiário o presidente Bolsonaro, que atingiu a marca de quase 10 mil menções nas duas horas da sondagem.

Foram coletadas 201.868 tweets entre 11 horas e 13 horas, desta terça (20), quando o debate estava em pleno aquecimento, com fluxo crescente de postagens relacionadas ao acontecimento.

O governador do Rio foi o segundo nome mais mencionado entre as postagens observadas, ultrapassando as 5 mil menções no mesmo período.

A palavra PARABÉNS está entre as mais mencionadas ao lado de “policiais” e “jairbolsonaro”. “Isso permite inferir que os users estão parabenizando o presidente e a polícia pelo feito”, observou o diretor do instituto, Felipe Nunes.

Tolerância zero

Afinado com o pensamento de Witzel, Bolsonaro sempre defendeu postura de tolerância zero com relação à criminalidade e violência, o que explica à associação da ação policial à sua imagem.

Após fim do sequestro, Bolsonaro cumprimenta policiais pelo trabalho

Bolsonaro se manifestou pelo Twitter e disse que ‘não tem que ter pena’ do sequestrador morto em Niterói. Defendeu a atuação do atirador de elite contra o homem supostamente armado que manteve passageiros de um ônibus reféns por quase quatro horas.

Após a ação da polícia, Bolsonaro celebrou em suas redes sociais o fato de nenhum refém ter sido ferido. “Parabéns aos policiais do Rio de Janeiro pela ação bem-sucedida que pôs fim ao sequestro do ônibus na ponte Rio-Niterói nesta manhã. Criminoso neutralizado e nenhum refém ferido. Hoje, não chora a família de um inocente”, escreveu.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.