Covid: TJSP firme, Prefeitura de SP mantém demissões

  • por | publicado: 5/11/2021 - 13:02 | atualizado: 9/11/2021 - 12:53

Prefeitura de São Paulo manterá demissões de quem não se vacinar - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) simplesmente proíbe acesso às suas dependências daqueles que não comprovam a regularidade na vacinação contra a Covid-19. A Corte, porém, não se envolveu, até aqui, na polêmica das demissões aos contrários à imunização.

No Estado, há casos de aplicação da medida extrema. Inclusive uma delas, em empresa terceirizada na saúde do serviço público. Houve recurso. Entretanto, confirmada a punição na Justiça do Trabalho.

Bolsonaro quer vetar demissões

O Governo Bolsonaro, todavia, entrou na questão. Mas, pela linha negacionista do presidente Jair Bolsonaro. O Ministério do Trabalho, portanto, editou (01/11) a Portaria 620. De forma generalizada, então, quer proibir patrões de demitirem empregados que resistam à vacinação.

A Prefeitura Municipal de São Paulo, por sua vez, exonerou três servidores pelo mesmo motivo. Nesta sexta (05/11), em reação às investidas do Governo Federal, ratificou o posicionamento. Portanto, seguirá com a medida.

Ricardo Nunes diz que não irá recuar de demitir servidores não vacinados.

Mas, como era esperado, a atitude da administração federal gerou controvérsias.

Leia MATÉRIAS RELACIONADAS:

Tribunal defende Plano São Paulo contra Covid-19

“Para entrar nos fóruns é necessário apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19; a medida é válida para todo o Estado”, repete o Tribunal em seus comunicados. Os acessos às dependências, porém, precisam ser agendados virtualmente.

“As medidas cumprem as diretrizes do Plano São Paulo e adotam toda a segurança necessária contra a disseminação do novo coronavírus”, saliente o tribunal paulista. Portanto, segue o Governo estadual.

51,8 milhões de processos

TJSP iniciou o atendimento remoto (via internet) em 16 de março de 2020. Até 31 de outubro, acumulou 51,8 milhões de atos processuais – sentenças, acórdãos, despachos e decisões. Ou seja, média de 86,8 mil atos diários.

Nesses 18 meses e meio, os sistemas do tribunal receberam 12,1 milhões de conexões e contabilizaram 45.714 usuários distintos.

O TJSP mantém equipes (magistrados e servidores) em atendimento híbrido: ou seja, parte no remoto e outra presencial.

MATÉRIA RELACIONADA:

Presidente dos EUA está muito preocupado com enorme contingente de não vacinados – Foto: Adam Schultz/Casa Branca

Jose Biden enfrenta resistência dos Estados

O presidente, dos Estados Unidos, Joe Biden tem postura diametralmente oposta a Bolsonaro: exige, portanto, que empresas ingressem na campanha pela vacinação. Todavia, enfrenta oposição. Leia AQUI.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments