Vereadores apostam que Wellington Magalhães vai perder o mandato

Vereador Wellington Magalhães (DC) é investigado por improbidade administrativa e corre risco de perder o mandato. Foto - G1-Reprodução

Vereador Wellington Magalhães (DC) é investigado por improbidade administrativa e corre risco de perder o mandato. Foto - G1-Reprodução

A Câmara Municipal deve votar amanhã a instalação de uma Comissão Processante para avaliar as denúncias contra o vereador Wellington Magalhães (DC). O vereador é suspeito de liderar uma organização criminosa que fraudava licitações de publicidade na Câmara Municipal que pode, segundo o Ministério Público, ter desviado R$ 30 milhões. A aposta na Casa é que ele vai perder o mandato.

O vereador Mateus Simões (Novo), relator do processo que culminou na cassação do vereador Cláudio Duarte, no último dia 1º, apresentou denúncia contra Magalhães em junho passado, pedindo a cassação do seu mandato. Já o Ministério Público solicitou o afastamento do parlamentar do cargo por improbidade administrativa.

Áudio divulgado recentemente revelou que o vereador ameaçou tanto o colega Mateus Simões, quanto o promotor Leonardo Duque Barbarela, responsável por apurar as denúncias contra ele. Ontem, a Associação Mineira do Ministério Público (AMMP) divulgou nota em defesa do promotor.

A nota da AMMP afirma que “ataques aos representantes do Ministério Público violam o Estado Democrático de Direito” e ressalta que os integrantes do MP “jamais ser curvarão a ameaças e não abrem mão de suas prerrogativas, atribuições e independência de atuação”.

Entre os vereadores, a avaliação é que a situação de Magalhães é diferente de Cláudio Duarte, que perdeu o mandato. Ex-presidente da Casa, o vereador é influente e tem forte ascendência sobre alguns colegas. Mas, a despeito de sua influência, a perda de seu mandato é dada como praticamente certa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments