Deltan incentivou investigação contra Toffoli, diz Folha de S.Paulo

  • por | publicado: 1/08/2019 - 08:03
Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli - Foto - Rosinei Coutinho/STF

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli - Foto - Rosinei Coutinho/STF

Matéria publicada hoje pelo jornal Folha de S.Paulo, em parceria com o site The Intercept Brasil, mostra que o coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, incentivou procuradores a investigar o ministro Dias Toffoli, hoje presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro, diz a matéria, passou a ser visto por procuradores como um adversário da operação.

De acordo com a publicação, Deltan buscava informações sobre as finanças pessoais de Toffoli e sua mulher, bem como evidências que o ligassem a empreiteiras envolvidas com corrupção na Petrobras. A matéria foi feita com base em informações obtidas pelo The Intercept Brasil, que vêm sendo divulgadas desde o dia 9 de julho pelo próprio site e outros veículos de imprensa, como a Folha e a revista Veja.

A Constituição diz que investigação de ministro do STF precisa ser autorizada pelo próprio Tribunal e deve ser conduzida pela Procuradoria-Geral da Republica. Deltan, como procurador de primeira instância, teria ultrapassado os limites da sua função.

Ouvida pela Folha, a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba alegou que é seu dever encaminhar à Procuradoria-Geral da República denúncias contra autoridades que têm foro especial.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
4 2
Views:
692
Categorias:
Política

All Comments