Anastasia acha “muito difícil” Congresso aprovar nova CPMF

Senador Anastasia (PSDB-MG) avalia que governo federal terá dificuldade de aprovar no Congresso criação de nova CPMF. Foto - Agência Brasil

Senador Anastasia (PSDB-MG) avalia que governo federal terá dificuldade de aprovar no Congresso criação de nova CPMF. Foto - Agência Brasil

O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), vice-presidente do Senado, disse hoje ao Além do Fato que acha muito difícil que o governo Bolsonaro consiga aprovar no Congresso a criação de um novo tributo sobre compensações financeiras, uma espécie de nova CPMF, também conhecido como o imposto do cheque. A intenção de criar o novo imposto foi revelada ontem pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Qualquer proposta para criação de novo tributo terá grande resistência no Congresso Nacional. Acho muito difícil a aprovação”, disse Anastasia, apesar de ressalvar que não conhece a projeto de reforma tributária do governo federal, que ainda não foi enviado ao Legislativo.

Reforma tributária quer acabar com deduções no IR e criar nova CPMF

O senador também avalia que haverá resistência no parlamento à proposta de acabar com as deduções de gastos de saúde e educação na declaração do Imposto de Renda (IR). Essa medida, também anunciada pelo ministro Guedes, vai atingir em cheio a classe média, que é formadora de opinião, e que o senador afirma ser o “esteio do governo” na arrecadação de tributos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
222
Categorias:
Política

All Comments